17 de Outubro > 18 de Outubro

Liège, Bélgica

Encontros de outono do CADTM: Já abriram as inscrições!

No meio de tantas incertezas, uma coisa é certa: não baixamos os braços! Nem perdemos a vontade de vos propor (apesar das circunstâncias e com todas as cautelas necessárias) que participem em mais uma edição dos Encontros de Outono!

Enquanto as dívidas públicas atingem novos recordes e nos anunciam que 2021 vai ser mais um ano sob o signo da austeridade,
Enquanto o mundo da finança aproveita para organizar o seu próprio resgate à custa dos Estados, de quem esperam receber milhões de euros, para resolverem as dívidas resultantes das actividades especulativas em que andaram embrulhados nos últimos anos,
Enquanto 100 % dos hospitais da Bélgica e de outros países irão chegar ao fim do ano com contas abaixo de zero,
Enquanto os inquilinos e as famílias endividadas continuam sujeitas a enormes pressões por parte dos senhorios e dos bancos, que têm os seus créditos garantidos pelos governos,
Enquanto milhões de pessoas são obrigadas a recorrer ao que resta do estado social e (sobretudo) da segurança social, para sobreviverem,
Enquanto as mulheres (e a fortiori as mulheres racializadas) estão, mais uma vez, na primeira linha de quantos sofrem as consequências destas crises,
Enquanto algumas pessoas, que já possuíam uma fatia de leão dos recursos mundiais, fizeram em poucos meses de pandemia lucros equivalentes a várias vezes a totalidade da dívida grega,
Enquanto, apesar dos avisos de agravamento da situação sanitária nos países do Sul, os credores públicos e privados do Norte, bem como as instituições financeiras internacionais, continuam a recusar pôr em causa o pagamento de dívidas odiosas,
Mais do que nunca, é preciso encontrarmos tempo para debatermos, para nos organizarmos, para construirmos - através da luta - as alternativas desejáveis para derrubar este sistema absurdo e desumano (e também precisamos de encontrar tempo para fazer festa)!

Por tudo isso, o CADTM decidiu partir do princípio que em 2020, a 17 e 18 de outubro, se devem realizar os tradicionais Encontros de Verão.

A realização (ou não) deste encontro dependerá de dois factores:

  • Uma evolução favorável da situação e das normas sanitárias
  • Um número suficiente de inscrições

Gostaríamos que o encontro se realizasse, apesar de ainda não sabermos exactamente de que forma (sendo certo que não queremos que seja uma «festa da contaminação») e com que programa (que dependerá da confirmação dos/das intervenientes).

Para tornar tudo isto possível, precisamos de nos organizar e de saber quem participa!

Desde já vos convidamos a preencherem as vossas inscrições, através do formulário que encontrarão mais abaixo. Não as consideraremos como compromissos de jura, mas apenas como uma indicação de que devemos continuar a preparar o acontecimento.
(E, escusado seria dizer: não, não vos vamos obrigar a pagar antecipadamente seja o que for.)

Programa provisório - actualisado em 6 de outubro
Sábado, 17 outubro
10h-11h30 Plenário de abertura
30 anos de lutas contra a dívida
Com Éric Toussaint (porta-voz do CADTM Internacional), Maria Lucia Fatorelli (Auditoria Cidadã da Divida, Brésil), Yvonne Ngoyi (Union des Femmes pour la Dignité humaine, RDC), Luis José Torres Asencio (Frente Ciudadano por la Auditoría de la Deuda, Porto Rico), Amali Wedagedara (Sri Lanka) - Moderação: Najla Mulhondi (CADTM Bélgica)

Tradução simultânea: Castelhano, inglês e português para francês
https://zoom.us/j/97834647901?pwd=U2szSTk0YUUxZ0ZRZ0x2Q01sZHg5dz09
11h30-13h50 Conferência
Dívida colonial e reparações
Com Véronique Clette-Gakuba (socióloga da ULB) e Jehosheba Bennett (advogado do escritório Jus Cogens)

60 anos após a independência oficial do Congo, os crimes cometidos pelo Estado belga ainda não tiveram as respostas políticas adequadas, em termos de reconhecimento e de compensação. Enquanto o racismo continua a ser uma realidade estrutural que afecta particularmente a população negra na Bélgica, quais são as iniciativas jurídicas e militantes recentemente lançadas para obrigar o Estado belga a reconhecer as suas responsabilidades?
Tradução simultânea: Castelhano, inglês e português para francês
https://zoom.us/j/97834647901?pwd=U2szSTk0YUUxZ0ZRZ0x2Q01sZHg5dz09
11h30-13h50 Ateliers
Confinamento e austeridade: quem paga são as mulheres ... e ajustam contas!
Com Camille Bruneau (CADTM Bélgica), Natalia Hirtz (GRESEA), La Santé en Lutte, o Collecti.e.f 8 maars, e outros a confirmar

Porquê e como as mulheres são as mais afectadas pelo confinamento e pela nova vaga de austeridade, apresentada como única resposta política? Este atelier propõe uma leitura feminista das crises em curso, a fim de permitir uma melhor compreensão das dinâmicas e relações sociais de desigualdade que afectam uma grande parte da humanidade, mas também um momento de encontro entre militantes de diversas lutas e colectivos indispensáveis e incontornáveis ... a caminho da greve de 2021!
Crise e afundamento
Com Catherine Samary e Éric Toussaint (porta-voz do CADTM International) - Moderação: Mats Lucia Bayer (CADTM Bélgica)

Tradução simultânea: Castelhano, inglês e português para francês
https://zoom.us/j/91632476797?pwd=R3UrRnJPdDdjcTFicUxxT1YzM1BzQT09
9
14h-15h30 Pausa do almoço: Refeição e actividades
15h30-17h30 Conferência
Crise do capitalismo, agravada epla pandemia
15h30-17h30 Ateliers
Atelier de escrita
Migrações, lutas dos ilegais e dívida
Com Mamadou Bah (CADTM Bélgica), Rabia (porta-voz da coordenação dos imigrantes ilegalizados na Bélgica) e uma delegação da Ecole des Solidarités de Liège e do colectivo ATEMOS (máscaras Solidaires)

Muitas das pessoas migrantes deslocam-se para tentarem escapar à miséria provocada pelas políticas ligadas ao pagamento da dívida e impostas pelas instituições financeiras internacionais e pelos países industrializados do Norte. Por vezes tentam escapar aos seus credores (usurários, microcrédito abusivo, etc.) ou deixam o seu país para poderem pagar. Nalguns casos fogem também à repressão e procuram asilo noutros países.

Por outro lado, no decurso das suas trajectórias migratórias, sucede que as pessoas migrantes têm de endividar-se no seu país de origem ou aos passadores. E uma vez chegados ao país de destino, têm de enfrentar dificuldades administrativas e financeiras, por causa de políticas de imigração cada vez mais restritivas.

Para nos ajudar a fazer uma reflexão política e militante, os/as intervenientes irão explicar os seus combates e as suas reivindicações concretas, nomeadamente em relação ao contexto actual de pandemia. A seguir propomos um momento de reflexão colectiva sobre formas concretas de agir.
18h-19h Reunião dos grupos temáticos
Domingo, 18 outubro
9h45-11h45 Conferência
Conferência sobre o mecanismo das dívidas públicas e privadas e alternativas e lutas no Sul
Com Maria-Elena Saludas (CADTM Ayna), Omar Aziki (Attac/CADTM Marrocos), Broulaye Bagayoko (CADTM África) e Sushovan Dhar (CADTM Índia) - em videoconferência - Tradução simultânea: Castelhano, inglês e português para francês https://zoom.us/j/91348236568?pwd=V3g4OHVUTDRkbStreEpORzFsU2U4dz09

Em 10 anos, a dívida externa pública dos países do Sul duplicou. Com a degradação dos termos de troca e as tensões internacionais inerentes à crise do capitalismo, agravada pelo Covid-19, uma vintena de países encontra-se em incumprimento de pagamento. A dívida privada também atingiu montantes recorde, fragilizando ainda mais um conjunto de agentes que podemos classificar como gigantes com pés de barro. Quanto aos microcréditos, fazem mais parte do problema do que da solução.
Panorama das dívidas e das lutas contra o seu reembolso, com membros do CADTM.
9h45-11h45 Ateliers
Dívida, crise ecológica e capitalismo das pandemias
Laboratório de ficção
12h-13h Diversos
Apresentação do livro Imbrication - Femmes, race et classe dans les mouvements sociaux
Com Jules Falquet Tradução simultânea: Castelhano, inglês e português para francês
https://zoom.us/j/91348236568?pwd=V3g4OHVUTDRkbStreEpORzFsU2U4dz09
Apresentação do livro Capitulação Entre Adultos
Com Eric Toussaint (porta-voz do CADTM Internacional) e Eva Betavatzi (CADTM Bélgica)
Visita a uma exposição em Liège
13h-15h Pausa do almoço: Refeição e actividades
15h-17h Plenário de encerramento
Lutas no terreno em 2020 : Que resultados? Que consequências? Como podemos apoiá-los através das nossas estruturas militantes? Com Ioanna Florea (Activista de Direitos Habitacionais, Bucareste, Bloco de Habitação e Frente Comum pelo Direito à Habitação), Diana Llorens (Ativista pelo Direito à Saúde, Madrid, Movimento asambleario das trabalhadoras da saúde), Ounsi el Daif (Ativista pelos Direitos d@s Libanese(a)s, Beirute, Jibal e Eedama) - Moderação: Gilles Grégoire (CADTM Bélgica) Tradução simultânea: Castelhano, inglês e português para francês
https://zoom.us/j/98774106785?pwd=dnFhTVN1RjQrVm1Tb09QQ2w3Q2xzdz09

Algumas informações práticas:

  • Datas: de 17 a 18 outubro
  • Sítio: desta vez será em Liège! Mais precisamente na Cité Miroir (praça Xavier Neujean)
  • Alimentação e alojamento: Quanto a alimentação, vamos fazer uma série de propostas a associações locais. Quanto a alojamento, desta vez não será possível alojar-vos no local do encontro. Em vez disso vamos colocar um quadro em linha para a autoorganização em alojamento militante.
  • Programa: (ver abaixo). Se quiserem propor ideias para ateliers ou darem uma ajuda na sua organização, sejam bem-vindos!
  • Preço: Preço livre / Preço recomendado 10€ / Preço de apoio 20€
  • Perguntas e comentários: Contactem-nos por e-mail para info[at]cadtm.org
VAQUINHAS / PARTILHA DE CARRO
Em atenção a quem queira organizar partilha de transporte individual a partir de Bruxelas, Paris ou qualquer outra cidade, com destino aos Encontros de Outono 2020, colocámos este Framapad à vossa disposição: https://bimestriel.framapad.org/p/covoiturage-9iq8?lang=fr
ALOJAMENTO
Este ano não existe alojamento pré-organizado para os Encontros de Outono 2020. Para facilitar a vida a quem queira propor-se, deixámos este Framapad totalmente autogerido à vossa disposição: https://bimestriel.framapad.org/p/hebergement-9iq8?lang=fr

A inscrição deve ser feita no formulário abaixo

E não hesitem em fazer circular esta informação!
A luta continua!


Próximo

CADTM

COMITE PARA A ABOLIÇAO DAS DIVIDAS ILEGITIMAS

35 rue Fabry
4000 - Liège- Belgique

00324 226 62 85
info@cadtm.org

cadtm.org