Execução de Marielli Franco

17 de Março por Priscila Martins de O. Santana


Homenagem à Marielli Franco no Fórum Social Mundial, na Universidade Federal da Bahia

O dia 15 de março foi de muita dor, luto e também manifestação no Fórum Social Mundial, que está sendo realizado na cidade de Salvador/Bahia. A execução da vereadora do PSOL Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, na noite de quarta-feira (14/03), no centro do Rio de Janeiro, abalou e comoveu a todas e todos que estão reunidos no Fórum Social Mundial em prol de uma sociedade livre da exploração e das opressões. Marielle Franco, mulher, lésbica, mãe, trabalhadora, negra e ativista combativa, denunciava a violência policial nas favelas do Rio de Janeiro e foi executada a tiros nesta cidade que se encontra sob intervenção militar desde fevereiro deste ano.

Protesto em frente à Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Com uma trajetória de luta em toda a sua vida, a vereadora estava como relatora da Comissão da Câmara de Vereadores para o acompanhamento da intervenção militar no Rio de Janeiro, e há poucos dias havia denunciado nas redes sociais a brutal violência policial na comunidade de Acari.

Marcha no FSM em protesto à execução de Marielle

Durante a manhã da quinta-feira (15/03), a militância reunida no Fórum Social Mundial organizou uma marcha em protesto à execução de Marielle Franco, denunciando o caráter violento das ações policiais nas favelas do país e também a intervenção federal militar que está sendo operada no Rio de Janeiro. Várias manifestações e homenagens se espalharam por várias cidades do Brasil, bem como em outros países, numa emocionante demonstração de solidariedade à Marielle Franco e de reconhecimento das suas lutas por um mundo melhor.

Marielle: Presente! Agora e sempre!



Priscila Martins de O. Santana

Militante de la Auditoría Ciudadana de la Deuda de Brasil y Economista.

CADTM

COMITE PARA A ABOLIÇAO DAS DIVIDAS ILEGITIMAS

35 rue Fabry
4000 - Liège- Belgique

00324 226 62 85
info@cadtm.org

cadtm.org