11 de Setembro de 2015 > 13 de Setembro de 2015

La Marlagne (Namur) – Bélgica

Universidade de Verão do CADTM 2015

Há 25 anos que a dívida nos mói o juízo... Quanto tempo ainda vamos obedecer aos credores?!!! Marquem nas vossas agendas: 11 de setembro > 13 de setembro 2015 !!!

Data limite de inscrição para dormida e comida: 20 agosto

Línguas de trabalho e tradução simultânea:
castelhano ↔ francês ↔ inglês (talvez também árabe e grego, a confirmar)

PROGRAMA POR TEMAS

Plenários
- *Plenário de abertura: « A dívida em todos os seus estádios »
- *Plenário de encerramento: « Democracia e capitalismo, saída por aqui! »

Rota das lutas feministas

  • « Ferramentas pedagógicas para armar as mulheres contra todas as formas de austeridade » (atelier interactivo)
  • « Austeridade e tratados de livre comércio vs. direitos das mulheres »
  • « Alternativas económicas feministas ao sistema dominante »

Rota da dívida ecológica

  • « O extractivismo e a dívida ecológica »
  • « Açambarcamento de territórios e recursos: resistências em curso » (atelier interactivo)
  • « Em marcha para a COP-21 » (atelier interactivo)

Rota da dívida no Sul

  • « Animação do jogo da corda versão dividocracia » (atelier interactivo)
  • « Sul: às portas de uma nova crise da dívida »
  • « América Latina – sempre rebelde? »
  • « Burkina Faso: duma revolução à seguinte? »
  • « Políticas migratórias: até quando continuaremos a contar mortos? »

Rota da dívida no Norte

  • « Animação: como funcionam os bancos? » (atelier interactivo)
  • « Mentiras e verdades sobre a segurança social e a dívida social » (atelier interactivo)
  • « Dívidas privadas: bolhas e resistências »
  • « Que é feito das revoltas populares na ex-Jugoslávia? »
  • « Grécia: razões da capitulação e lições a tirar »

Rota AAA (auditoria, anulação, alternativas)

  • « E que tal se deixássemos cair os bancos? »
  • « Never too big to jail! » (Nunca demasiado grandes para engavetar!)
  • « Anulação ou reestruturação das dívidas na Europa: o que pensam os partidos políticos? »
  • « A utilidade das auditorias cidadãs »
  • « Animação: o jogo das alternativas à dívida » (atelier interactivo)

PROGRAMA DETALHADO

Quinta-feira, 10

17h30 Recepção

20h – « Équateur : la forêt empoisonnée » documentário FR-ESP

DJs CADTM !

Sexta-feira, 11

08h -09h45
Recepção

10h → 12h30
PLENÁRIO DE ABERTURA: «A DÍVIDA EM TODOS OS SEUS ESTÁDIOS» FR-ESP-INGL
Teatro
A dívida, elemento central do sistema capitalista, é o prisma através do qual diversos fenómenos serão estudados durante este fim-de-semana: crise alimentar e crise ecológica, crise da dívida no Norte, dívidas impagáveis no Sul, levantes populares, financeirização das nossas vidas, patriarcado, …
Myriam Bourgy (CADTM – França), Amina Amzil (ATTAC CADTM – Marrocos), Olivier De Schutter (UCL – Bélgica), Gilbert Lieben (CGSP Wallonne – Bélgica), Eric Toussaint (CADTM – Bélgica)

Pausa do almoço

14h → 16h

- «América Latina – sempre rebelde?» FR-ESP
Sala de conferência
Velho laboratório do neoliberalismo, a América Latina passou recentemente a representar o epicentro das lutas e alternativas ao sistema capitalista, à dívida e ao extractivismo. Mas as experiências de vários governos «progressistas» postos no poder pelos movimentos sociais não terão empancado nos seus limites? Que inspiração podemos buscar aí para a Europa em crise?
Bernard Duterme (CETRI – Bélgica), Daniel Munevar (CADTM – Colômbia), Maud Bailly (CADTM – Bélgica)

- «A utilidade das auditorias cidadãs» FR-INGL
Seminário 1
Depois do Equador, da Grécia e da Argentina, onde ocorrerá a próxima auditoria da dívida? A resposta a esta questão dependerá inevitavelmente da pressão exercida pelos movimentos sociais e da força da as campanhas de auditoria cidadã da dívida. Passemos em revista as experiências em curso na Bélgica, em Espanha, na França, no Mali e na América Latina.
Alma Porta Lledó (PACD – Espanha), Patrick Saurin (CAC – França), Laurent Pirnay (ACiDe – Bélgica), Broulaye Bagayoko (CAD – Mali)

- «Animação: jogo da corda versão dividocracia» (atelier interactivo) FR
Seminário 2
A dívida dá-te cabo do miolo? Vem jogar o jogo da corda! Uma maneira lúdica de dominar as questões e os impactes do sistema da dívida.
Najla Mulhondi (CADTM – Bélgica), Emilie Paumard (CADTM – Bélgica)

- «Animação: como funcionam os bancos?» (atelier interactivo) FR
Seminário 3
Em que quadro operam os bancos? Como funcionam? Como evoluíram? Como provocaram a crise financeira? Haverá alternativas?
Aline Fares (Finance Watch – Bélgica), Pierre Gottiniaux (CADTM – Bélgica)

Pausa de café

16h30 → 18h30

- « Never too big to jail! » (Nunca demasiado grandes para engavetar!) FR-ESP
Sala de conferência
A luta também pode passar por acções judiciais contra as organizações e as pessoas que se julgam acima da lei. É o caso do Banco Mundial e dos dirigentes dos grandes bancos privados. Debruçar-nos-emos sobre as acções concretas desenvolvidas por certas figuras e movimentos sociais nesse sentido.
Claude Quemar (CADTM – França), Rachel Knaebel (Basta! – França), Patrick Saurin (SUD-BPCE – França), Emma Aviles (15MpaRato – Espanha)

- «O extractivismo e a dívida ecológica» FR-INGL
Seminário 1
A dívida e o extractivismo são as duas armas dum mesmo sistema de exploração e opressão. A dívida ecológica representa o resultado da pilhagem dos recursos (e não só) de territórios e populações cuja soberania é constantemente violada. Estes dois mecanismos encostam-nos à parede. Foco sobre os mecanismos dessa máquina infernal.
Nicolas Sersiron (CADTM – França), Renaud Duterme (CADTM – Bélgica), Florence Kroff (FIAN – Bélgica)

- Burkina Faso: duma revolução à seguinte? FR
Seminário 2
Blaise Compaoré, aluno modelo do FMI, do Banco Mundial e do neocolonialismo, foi corrido do poder por uma mobilização popular histórica impulsionada pelo movimento «Balai citoyen».O Burkina, ou «país dos homens íntegros», assim o baptizou Thomas Sankara, será revelador de um vento novo que sora em África?
Bruno Jaffre (biógrafo de Thomas Sankara – França), Humanist (rapper membro do movimento «Balai citoyen» – França/Burkina Faso), Virginie de Romanet (CADTM – Bélgica)

- «Ferramentas pedagógicas para armar as mulheres contra todas as formas de austeridade» (atelier interactivo) FR
Seminário 3
Venham descobrir e partilhar os instrumentos desenvolvidos pelas mulheres nos seus movimentos colectivos para promover uma análise feminista e colectiva da austeridade, apropriar-se das repelentes noções da economia e assim combater a dívida ilegítima e suas consequências na vida das mulheres.
Lorie Penninck (Vie Féminine – Bélgica), Charlotte Chatelle (Comité «Vlà la facture!» – Bélgica), Amandine Chatelain (Comité «Vlà la facture!» – Bélgica), Christine Vanden Daelen (CADTM – Bélgica)

Sexta-feira à noite

18h30 – jantar

20h – Palestra gesticulada «Radical»
Dois activistas com o mau hábito de correrem de uma tarefa para a outra, e de nos intervalos cultivarem no seu quintal a educação informal, param um instante … para se questionarem até que ponto as suas acções servem para combater as injustiças aqui e em toda a parte. Se poderia fazer mais e melhor no domínio das lutas sociais e ecológicas, mas para isso seria preciso trabalhar mais colectivamente (psss … falar não custa) e também adoptar estratégias mais radicais. Ah pois, mas o que significa radical? Gostariam de ter a vossa opinião sobre o assunto.
Sebastien Kennes (Rencontre des Continents – Bélgica) e Amaury Ghijselings (Quinoa – Bélgica)

22h – Concerto «Humanist»
Rapper bukinabado militante, hoje residente em Cergy, Humanist é um dos membros do movimento «Balai Citoyen»

! DJs CADTM !

Sábado, 12

08h15 Atelier Yoga

09h30 → 12h30

- «Que é feito das revoltas populares na ex-Jugoslávia?» FR-INGL
Sala de conferência
Fala-se pouco das revoltas dos trabalhadores e dos estudantes na Bósnia-Herzegovina de 2014 ou das grandes manifestações que aconteceram na Eslovénia em 2012 e 2013. Elas mostram que os povos dos países da ex-Jugoslávia se opõem às políticas neoliberais que lhes são impostas há 25 anos. Em que pé estão as coisas hoje nessas regiões?
Tijana Okić (Higher Education Trade Union – Bósnia), Andreja Zivkovic (Marks21 – Sérvia)

-«Políticas migratórias: até quando continuaremos a contar mortos?» FR-ESP
Seminário 1
As tragédias transformaram o Mediterrâneo num vasto cemitério; a «Europa fortaleza» limita-se a sacudir responsabilidades e a reforçar uma política repressiva de consequências desastrosas. Na Bélgica, como aliás noutras regiões, a luta dos ilegais já ganhou voz.
Olivier Stein (Progress Law – Bélgica), France Arets (CRACPE – Bélgica), Alexis Deswaef (LDH – Bélgica), Mamadou Bah (refugiado político – Bélgica/Grécia), José Mukadi (CADTM – Belgique)

-«Açambarcamento de territórios e recursos: resistências em curso» (atelier interactivo) FR
Seminário 2
De Sul a Norte, as resistências organizam-se para travar a acumulação de uma dívida ecológica. Os movimentos camponeses e anti-extractivistas organizam-se – se o sistema da dívida é múltiplo, as lutas ecológicas também o são!
Anna Bednik (Collectif ALDEAH – França), Larbi Hafidi (ATTAC CADTM – Marrocos), Sebastien e Amaury

-«Mentiras e verdades sobre a segurança social e a dívida social» (atelier interactivo organizado por ATTAC Liège) FR
Seminário 2
Que histórias nos contam acerca da segurança social e da dívida social? Entre caridade, seguros privados e solidariedade, separemos o falso do verdadeiro, na Bélgica, em Portugal e por toda a parte.
Broc (ATTAC Liège – Bélgica), Eric Nemes (ATTAC Liège – Bélgica), Rui Viana Pereira (CADPP – Portugal), Pascal Franchet (CADTM França)

Pausa de almoço: Animações dívida / Burkina Faso reportagem / atelier massagem / atelier malabarismo / Passeio / Futebol e Frisbee

14h30 →17h30 (pausa café incluida)
-«Dívidas privadas: bolhas e resistências» FR-ESP-INGL
Sala de conferência
Desde as dívidas dos estudantes nos EUA, passando pelo microcrédito em Marrocos, os despejos hipotecários em Espanha e o processo de financeirização na Europa de Leste, a dívida privada é um elo importante da cadeia capitalista que nos sufoca. Estado das coisas.
Fátima Martín (PACD – Espanha), Andreja Zivkovic (Marks21 – Sérvia), Amina Amzil (ATTAC CADTM – Marrocos), Lauren Tooker (Debt Resistance UK – Reino Unido)

-«Grécia: razões da capitulação e lições a tirar FR
Teatro
Face às ameaças dos credores, o primeiro-ministro e o Parlamento grego acabaram por capitular às exigências e seu espezinharam a vontade expressa pelo povo grego em 5 de julho, em referendo. Após cinco meses de «negociações», porque capitularam as autoridades gregas? Quais serão as lições a tirar?
Eric Toussaint (CADTM – Bélgica), Yiorgios Mitralias (CADTM – Grécia), Dimitri Malafécas (Initiative Grèce – Bélgica), Anouk Renaud (CADTM – Bélgica)

-«Alternativas económicas feministas ao sistema dominante» FR
Seminário 1
Como lutam as feministas colectivamente contra a dominação patriarcal e capitalista? Que iniciativas levam a cabo, para lutar contra as injustiças sociais levadas ao paroxismo pela crise da dívida? Como pensam os feminismos e como provocam as mudanças sociais susceptíveis de consagrar uma emancipação colectiva?
Jules Falquet (Universidade Paris Diderot – França), Soizic Dubot (Vie Féminine – Bélgica), Carla Sandoval Carrillo (Le Monde selon les Femmes – Bélgica), Christine Vanden Daelen (CADTM – Bélgica)

-«Em marcha para a COP-21» (atelier interactivo) FR
Seminário 2
A três meses da conferência da ONU sobre o clima, em Paris, o que é essa «última oportunidade» de que volta a falar-se? Donde vem a COP? Vale a pena lá ir? Com que objectivos, com que estratégia? Façamos o ponto da situação.
Natalie Eggermont (Climate Express – Bélgica), Pascoe Sabido (CEO – Bélgica), Juan Tortosa (CADTM – Suíça)

Sábado à noite

- 17h30 → 19h Encontro dos grupos locais e nacionais do CADTM

- 19h – Jantar

- 21h – Peça de teatro «Dette système» pelo ACiDe Marche

- 22h30 DJ Miss Sirocco (Drache Musicale/Radio Panik - Bruxelles)

DOMINGO 13

09h30 →12h30

-«Anulação ou reestruturação das dívidas na Europa: o que pensam os partidos políticos?» FR-ESP
Sala de conferência
Podemos, Syriza, Os Verdes, PTB: qual a posição sobre as dívidas públicas na Europa destes partidos que se apresentam como alternativos? São a favor ou contra a anulação da dívida? Pela suspensão unilateral do pagamento da dívida? Pela auditoria? …
Miguel Urbán (Podemos – Espanha), Sofia Sakorafa (Syriza – Grécia), Philippe Lamberts (Os Verdes – Bélgica), Marco Van Hees (PTB – Bélgica), Eric Toussaint (CADTM – Bélgica)

- «Sul: às portas de uma nova crise da dívida» FR-INGL
Seminário 1
Entre planos de ajustamento estrutural, pretensos alívios da dívida e diversas tentativas de fugir aos ditames das instituições financeiras internacionais, para onde caminha hoje a dívida dos países do Sul? O problema está ultrapassado ou vem aí uma nova crise da dívida no Sul?
Broulaye Bagayoko (CAD – Mali), Larbi Hafidi (ATTAC CADTM – Marrocos), Maud Bailly (CADTM – Bélgica), Daniel Munevar (CADTM – Colômbia)

- «Austeridade e tratados de livre comércio vs. direitos das mulheres» FR
Seminário 2
Como é que as medidas de austeridade e os tratados de livre comércio derrubam todas as perspectivas progressistas em termos de relações sociais de género? Dissequemos em conjunto a incidência desta agenda política sobre os direitos das mulheres e partilhemos as suas lutas inspiradoras contra esses flagelos
Fatima Ezzahra Benomar (Les efFRONTé-e-s – França), Sonia Mitralias (CADTM – Grécia), Amina Amzil (ATTAC CADTM – Marrocos), Pierrette Pape (Lobby européen des Femmes – Bélgica)

-«E que tal se deixássemos cair os bancos?» FR
Seminário 3
Os crisis e resgates bancários que se sucederam a partir de 2008 recordam-nos que «a banca é um assunto demasiado sério para ser deixado nas mãos dos banqueiros». Face a esta conclusão, quais são as alternativas ao nosso alcance? Novas normas europeias de regulamentação bancária? Separação das actividades bancárias? Socialização do sector financeiro? Cooperativas?
Aline Fares (Finance Watch – Bélgica), Frank Vanaerschot (FairFin – Bélgica), Patrick Saurin (SUD-BPCE – França), Rachel Knaebel (Basta ! – França)

Pausa do almoço

14h → 16h

-Plenário de encerramento: «Democracia e capitalismo, saída por aqui!»
Teatro
E agora? Que fazer com tudo isto? Que fazer com a dívida ilegitima e su mundo? Exploremos as múltiplas lutas e pistas de acção Acção Valor mobiliário emitido por uma sociedade em parcelas. Este título representa uma fracção do capital social. Dá ao titular (o accionista) o direito, designadamente, de receber uma parte dos lucros distribuídos (os dividendos) e participar nas assembleias gerais. em curso. Já não nos podemos dar ao luxo de obedecer …
Sofia Sakorafa (Syriza – Grécia), Emma Aviles (Xnet – Espanha), Sushovan Dhar (CADTM – Índia), Thomas Englert (JOC – Bélgica), Broulaye Bagayoko (CAD – Mali), Eric Toussaint (CADTM – Bélgica)

CUSTOS

pensão completa: 75 € (55 € sem dormida)
para estudantes, desempregados e baixos rendimentos: 40 € (30 € sem dormida)

tarifa alternativa, voluntária, de apoio: 90€ (quem quiser ajudar a baixar os preços para quem tem dificuldades económicas)

quem não tiver meios para pagar a inscrição não deve desistir – contactar o CADTM, para encontrar uma solução
pagamento :
CADTM IBAN : BE06 0012 3183 4322 / Code Swift BIC : GEBA BE BB

INSCRIÇÕES

As inscrições para quem pretende comer e dormir no sítio onde decorrem os trabalhos encerram a 20 de agosto, às 23h59..

O alojamento está esgotado

Mas pode inscrever-se na lista de espera, porque há sempre desistências de última hora.


Se necessário, organizaremos vaivéns para pessoas alojadas noutros locais. Previnam-nos se for o vosso caso.

Parques de campismo
- Camping Le P’tit Cortil :
Endereço: 12, rue Elie Delire, 5150, Floreffe
Tel: +32 81 44 53 46
web: http://www.campingleptitcortil.be/
Tarifas: De 7€ a 50€ por noite

- Camping Les Trieux
Endereço: 99, Les Trîs, 5020, Malonne
Tel: +32 81 44 55 83
web: http://www.campinglestrieux.be/
Tarifas: contactar direstamente por mail (camping.les.trieux@skynet.be) ou por telefone

- Ferme du Vevy Weron
Endereço: Vevi Wéron, 5100 Namur
Tel: +32 81 46 11 22
web: http://www.vevyweron.be/
Tarifas: De 13€ a 23€ por noite
Contactos : por mail (info@vevyweron.be) ou por telefone

Pousadas de juventude
- Namur
Endereço: Avenue Félicien Rops, 5 - 5000 Namur
Tel: +3281/22.36.88
web: http://www.lesaubergesdejeunesse.be...
Tarifas: A partir de 18€ par nuit
Contactos: por mail (namur@lesaubergesdejeunesse.be) ou por telefone

Chambres d’hôtes :
- Le clinchamp
Endereço: Rue du Clinchamp, 65 - 5020 Malonne
Tel: +32(0)81/44.50.36
Mail: micheduvivier@gmail.com
Web: http://www.leclinchamp.be
Tarifas: entre 45 e 75 €

- Clos du berger
Endereço: Bois Saint-Antoine, 3a - 5100 Wépion
Tel: +32479/77.28.48
Mail: philippe.bihain@gmail.com
Web: http://www.clos-du-berger.be
Tarifas: Entre 60 e 75€

Mais locais e quartos neste endereço: http://www.namurtourisme.be/heb_cha...

Outras alternativas?
- Couch Surfing : http://www.couchsurfing.com/

Todos os campos são para preencher para vos acolhermos o melhor possível
Os espaços indicados com um * são obrigatórios

*Apelido:
*Nome:
*Data de nascimento:
*Morada:
*Código postal:
*Cidade:
*País:
*email:
*Tel:
Organização:
ALOJAMENTO-REFEIÇÕES

    Alojamento (concluída) é em quartos duplos ou triplos.
    Você pode se inscrever em uma lista de espera para habitação, porque nós temos cancelamentos cada ano.
    O acolhimento começa sexta feira, 10 setembro, à noite(não estão previstas refeições na noite de sexta feira, por favor, previnam-se antes da chegada).

    *Data de chegada:


(tentaremos ter em consideração, consoante as possibilidades) :


10/09/14


11/09/14




12/09/14




13/09/14


Regimes alimentares especiais (vegetarianos – sem porco - alergias...):


Outras indicações (Por favor, indiquem toda a informação necessária para uma boa estadia):


Serão fornecidos lençóis e cobertores. No entanto, não se esqueçam dos vossos produtos de higiene!
CRIANÇAS
Pretendem que as vossas crianças estejam acompanhadas durante o dia? (Por favor, indiquem o nome da criança e a idade)


POSTERS


Próximo

CADTM

COMITE PARA A ABOLIÇAO DAS DIVIDAS ILEGITIMAS

35 rue Fabry
4000 - Liège- Belgique

00324 226 62 85
info@cadtm.org

cadtm.org