Zoé Konstantopoulou: «A Comissão para a Verdade sobre a Dívida Grega sofre uma perseguição política por parte dos novos paladinos dos Memorandos»

2 de Janeiro

A ex-presidente do Parlamento helénico, Zoé Konstantopoulou, e dois dos membros da Comissão para a Verdade sobre a Dívida Grega – Georges Kassimatis, professor honorário de direito constitucional, e Leonidas Vatikiotis, economista e jornalista – apresentaram, em 22 de Dezembro de 2015, numa conferência de imprensa realizada na sede da Ordem dos Advogados, em Atenas, o trabalho efectuado desde 20/09/2015 pela Comissão, a sua actividade internacional e o plano de acção Acção Valor mobiliário emitido por uma sociedade em parcelas. Este título representa uma fracção do capital social. Dá ao titular (o accionista) o direito, designadamente, de receber uma parte dos lucros distribuídos (os dividendos) e participar nas assembleias gerais. seguinte.

Zoé Konstantopoulou referiu os ataques a que foi sujeita recentemente a Comissão para a Verdade por parte do actual Governo. Chamou a atenção para o facto de o relatório preliminar da Comissão ter desaparecido do sítio web do Parlamento, para a forma como foi anunciado o fim do trabalho da Comissão – fazendo lembrar um autêntico «golpe de Estado» – e ainda para a entrada ilegal nas instalações da Comissão, bem como no seu próprio gabinete, por ordem do actual presidente do Parlamento, N. Voutsis. Acrescentou que tinha mesmo apresentado uma queixa judicial sobre esses acontecimentos.

«A Comissão para a Verdade sobre a Dívida Grega sofre uma caça às bruxas política vinda dos novos adeptos dos Memorandos», sublinhou Zoé Konstantopoulou, acrescentando que o regime, novamente fiel aos memorandos, adopta métodos autoritários e pratica actos intimidatórios sem precedentes. Zoé Konstantopoulou recordou também os comentários irónicos que o primeiro-ministro lançou recentemente da tribuna do Parlamento, quanto ao carácter odioso e ilegítimo da dívida.

A ex-presidente do Parlamento referiu a actividade internacional e a apresentação de relatórios da Comissão em conferências internacionais e junto de instituições académicas. Entre outros acontecimentos, Zoé Konstantopoulou participou em conferências internacionais em Bruxelas, Barcelona, Londres e Paris e foi a principal oradora em eventos organizados pelas universidades de Colúmbia (Nova Iorque) e na London School of Economics (Londres). Durante esses encontros foram distribuídos os relatórios da Comissão. Zoé Konstantopoulou informou ainda que iniciativas semelhantes e pedidos de auditoria da dívida pública Dívida pública Conjunto dos empréstimos contraídos pelo Estado, autarquias e empresas públicas e organizações de segurança social. estão já em andamento em países como a Argentina, Espanha, Tunísia, França e Reino Unido.
Por fim, deu nota do encontro da Comissão com o perito independente das Nações Unidas sobre dívida e direitos humanos, o qual deu uma conferência de imprensa em 8/12/2015 para sublinhar a importância da criação da Comissão para a Verdade sobre a Dívida Pública Grega, a importância dos seus trabalhos, a necessidade de prosseguir a auditoria da dívida, a necessidade absoluta de um alívio da dívida para proteger os direitos dos cidadãos.

Quanto ao futuro da Comissão para a Verdade sobre a Dívida, Zoé Konstantopoulou anunciou que já tinha sido arranjado um local de acolhimento das reuniões da Comissão, vítima de autêntica «perseguição política», uma vez que Yannis Mavros – filho de Georgios Mavros – pôs à disposição o escritório do pai, onde a Comissão, a título gratuito, poderá sediar-se e trabalhar. Finalmente, anunciou que a Comissão está prestes a adquirir nova forma jurídica, a fim de prosseguir o seu trabalho sem ser afectada pela guerra persecutória a que está sujeita por parte do regime agora afecto aos Memorandos.



Traduzido do grego para francês por Eleni Panoussi e Marie-Laure Veilhan; do francês para português por Rui Viana Pereira. Revisão Maria da Liberdade.

http://www.zoikonstantopoulou.gr/interviews/press-releases/item/zwh-kwnstantopoylou-h-epitroph-alhtheias-dhmosiou-xreous-diwketai-politika-apo-tous-neomnhmoniakoys

CADTM

COMITE PARA A ABOLIÇAO DAS DIVIDAS ILEGITIMAS

35 rue Fabry
4000 - Liège- Belgique

00324 226 62 85
info@cadtm.org

cadtm.org