A aplicação da doutrina da Dívida Odiosa no contexto da África hoje

10 de Novembro de 2022 por Eric Toussaint


Nesta apresentação feita em Dakar em 26 de outubro de 2022 na 2ª Conferência sobre Soberania Econômica e Monetária da África, Eric Toussaint começa lembrando a definição de dívida odiosa de acordo com a doutrina desenvolvida por Alexander Sack, depois ele lista uma série de exemplos de repudiações unilaterais de dívidas públicas por Estados soberanos. A partir do slide 6, ele aborda o atual contexto africano afirmando a necessidade de lutar pelo cancelamento da dívida odiosa reclamada dos países africanos e conclui com as medidas complementares a serem tomadas após uma suspensão/repúdio da dívida.



<


Eric Toussaint

docente na Universidade de Liège, é o porta-voz do CADTM Internacional.
É autor do livro Bancocratie, ADEN, Bruxelles, 2014,Procès d’un homme exemplaire, Editions Al Dante, Marseille, 2013; Un coup d’œil dans le rétroviseur. L’idéologie néolibérale des origines jusqu’à aujourd’hui, Le Cerisier, Mons, 2010. É coautor com Damien Millet do livro A Crise da Dívida, Auditar, Anular, Alternativa Política, Temas e Debates, Lisboa, 2013; La dette ou la vie, Aden/CADTM, Bruxelles, 2011.
Coordenou o trabalho da Comissão para a Verdade sobre a dívida pública, criada pela presidente do Parlamento grego. Esta comissão funcionou sob a alçada do Parlamento entre Abril e Outubro de 2015.

Outros artigos em português de Eric Toussaint (321)

0 | 10 | 20 | 30 | 40 | 50 | 60 | 70 | 80 | ... | 320

CADTM

COMITE PARA A ABOLIÇAO DAS DIVIDAS ILEGITIMAS

8 rue Jonfosse
4000 - Liège- Belgique

00324 60 97 96 80
info@cadtm.org

cadtm.org