Horror e vergonha: Dois pesos e duas medidas para as vidas humanas

22 de Junho de 2023 por Eric Toussaint


Ilustração de Jorge Alaminos



A 15 de junho de 2023, naufragou, nesse cemitério chamado Mediterrâneo, um navio que transportava centenas de migrantes. Quase todos os passageiros/as morreram. Embora fosse possível salvá-los do afogamento, as autoridades deixaram-nos deliberadamente perecer no mar. Alguns dias mais tarde, todos os meios possíveis e imagináveis foram postos ao serviço da busca de um pequeno submarino privado onde se encontram 5 pessoas, entre as quais o patrão de uma empresa e dois ricaços que pagaram cada um 250.000 dólares para descer às profundezas marítimas para contemplar a carcaça do Titanic. Os grandes meios de comunicação, que não cumpriram o seu papel de alerta da opinião pública e de pressão sobre as autoridades, quando centenas de passageiros desesperados se desmultiplicavam em SMS de pedido de socorro, correram pressurosos, em tempo real e a tempo inteiro, a divulgar informações sobre a busca das 5 pessoas submersas ao largo da costa do Canadá. Foram mobilizados aviões, barcos, satélites, submarinos, para encontrar aquelas 5 pessoas pertencentes à «elite» ou ao serviço dela. Os grandes media divulgam a situação com informações hora a hora, capturando a atenção do público. Foram enviados para o local jornalistas e fotógrafos.

É preciso acabar com esta política de «dois pesos, duas medidas». É preciso socorrer as pessoas desesperadas, sem hesitações nem perda de tempo. O imobilismo é um crime. Há que denunciar de viva voz as políticas migratórias desumanas dos governos dos países do Norte. É preciso garantir o direito de asilo. É preciso garantir o direito de circulação das pessoas.


Tradução: Rui Viana Pereira

Eric Toussaint

docente na Universidade de Liège, é o porta-voz do CADTM Internacional.
É autor do livro Bancocratie, ADEN, Bruxelles, 2014,Procès d’un homme exemplaire, Editions Al Dante, Marseille, 2013; Un coup d’œil dans le rétroviseur. L’idéologie néolibérale des origines jusqu’à aujourd’hui, Le Cerisier, Mons, 2010. É coautor com Damien Millet do livro A Crise da Dívida, Auditar, Anular, Alternativa Política, Temas e Debates, Lisboa, 2013; La dette ou la vie, Aden/CADTM, Bruxelles, 2011.
Coordenou o trabalho da Comissão para a Verdade sobre a dívida pública, criada pela presidente do Parlamento grego. Esta comissão funcionou sob a alçada do Parlamento entre Abril e Outubro de 2015.

Outros artigos em português de Eric Toussaint (347)

0 | 10 | 20 | 30 | 40 | 50 | 60 | 70 | 80 | ... | 340

CADTM

COMITE PARA A ABOLIÇAO DAS DIVIDAS ILEGITIMAS

8 rue Jonfosse
4000 - Liège- Belgique

00324 60 97 96 80
info@cadtm.org

cadtm.org